Fevereiro 29, 2016
||||| 0 |||||
56

Acidogênese na Biodigestão Anaeróbia

Todas as fases da biodigestão anaeróbia ocorrem naturalmente nos sistemas digestivos de bovinos

Como acontece a geração de biogás? Quais são as fases da fermentação anaeróbia? Que fatores influenciam no processo? Qual o papel da acidogênese na biodigestão anaeróbia?

A geração de biogás acontece de forma simultânea e interdependente, o que significa que, uma alteração em uma das fases pode afetar todo o processo de biodigestão. Apesar de acontecer de forma simultânea, a sequência para a geração de biogás segue as etapas Hidrólise, Acidogênese, Acetogênese, Metanogênese e também de Sulfatogênese. A maior parte das reações são catabólicas, ou seja, a formação de biomassa é muito baixa.

A geração de biogás acontece de forma simultânea e interdependente, o que significa que, uma alteração em uma das fases pode afetar todo o processo de biodigestão. Apesar de acontecer de forma simultânea, a sequência para a geração de biogás segue as etapas Hidrólise, Acidogênese, Acetogênese, Metanogênese e também de Sulfatogênese. A maior parte das reações são catabólicas, ou seja, a formação de biomassa é muito baixa.

Conhecimento privilegiado

Entender o processo de fermentação anaeróbia é parte fundamental para futuros profissionais que pretendem trabalhar com tratamento de resíduos orgânicos. A maior parte das usinas de biogás, ou biodigestores, que não funcionam corretamente, ou seja, não geram a quantidade de biogás gerada e assim não viabilizam seus projetos, ocorre justamente pela falta de compreensão total do processo por parte de quem foi responsável pela concepção do projeto.

Até o Portal do Biogás publicar os artigos sobre as fases da Biodigestão Anaeróbia, esse conhecimento era de acesso extremamente dificultado. A maior parte das fontes de ciência sobre o assunto se encontram em seus idiomas nativos, ou seja, inglês e alemão. Manter esse conhecimento com acesso restrito tem explicações comerciais fortes. A Alemanha atual líder isolada deste mercado, tem mais de 9.200 (statista) biodigestores construídos enquanto que a Itália, o segundo colocado tem 1.300 biodigestores automatizados de uso comercial.

A equipe do Portal do Biogás entende que a implementação de biodigestores para o tratamento de resíduos pode ajudar na limpeza das cidades, rios, atmosfera além de gerar emprego e estimular o desenvolvimento sustentável onde for aplicado. Por isso, lançou o curso PLANO DE NEGÓCIO PARA BIODIGESTORES AUTOMATIZADOS como forma de disseminar o conhecimento essencial para o desenvolvimento de projetos nos locais onde de fato é necessário. Com isso, oferecemos oportunidades para profissionais em todo lugar do mundo onde chegar a internet.

Entender sobre as fases da biodigestão é o primeiro passo para entender sobre como medir a eficiência de biodigestores anaeróbios. Sao diversos fatores que influenciam diretamente qualquer projeto.

O que é a acidogênese?

Durante Acidogênese na Biodigestão Anaeróbia, os produtos hidrolisados são metabolizados no interior das bactérias em álcoois (etanol), cetonas, (acetona), aldeídos, hidrogênio, dióxido de carbono e principalmente ácidos orgânicos (ácido acético, propanóico, ácido butanóico, ácido láctico). Além disso, durante o processo são geradas novas células bacterianas.

A pressão parcial do hidrogênio é um fator determinante para os tipos de produtos a serem gerados durante a acidogênese, quanto maior a pressão parcial, menor a quantidade de ácido acético e hidrogênio formados em favorecimento da geração de ácidos orgânicos de cadeia longa. (SCHERER 1995).

A quantidade e tipos de bactérias capazes de realizar a acidogênese é muito grande. Entre os principais grupos presentes em reatores anaeróbios podemos citar Clostridium, Bacteroides, Ruminococcus, Butiribacterium, Propionibacterium, Eubacterium, Lactobacilllus, Streptococcus, Pseudomonas, Desilfobacter, Micrococcus, Bacillus e Escherichia. (B. Machado 2016)

A Alemanha é líder de tecnologia neste mercado

A Alemanha tem mais de 9.200 biodigestores comerciais em operação e faz o aproveitamento comercial completo deste segmento. O desenvolvimento próprio de tecnologia rende por ano vários milhões de euros às empresas alemães  com a construção de projetos em outros países. Mas como a Alemanha se tornou líder em tecnologias no setor de biogás? Quais os segredos do país para dominar um setor que promete ser a base de mudança na forma de consumo de energia da humanidade? O que os outros países podem aprender com a Alemanha? Saiba mais sobre isso no artigo O biodigestor experimental da universidade de Hohenheim.

O investimento contante do Governo Alemão em pesquisas em biotecnologia garantem uma posição de soberania no mercado global. (Foto: Gleysson B. Machado)

Como medir a eficiência de um biodigestor anaeróbio

Biodigestor indiano, chinês, canadense, alemão, de batelada, … são inúmeros os tipos e modelos de biodigestores. O conhecimento utilizado aqui é praticado em todos os modelos de biodigestores existentes. Qual a diferença entre as tecnologias e como medir a eficiência de um biodigestor anaeróbio? Os profissionais que pretendem trabalhar nesta área não podem ficar sem resposta para essas questões.

Fontes:

  • B. Machado 2016: Bezerra Machado, Gleysson; Geração e Aproveitamento Energético do Biogás, PROJETO PROBIOGÁS 2016
  • SCHERER P.A. 1995: Vergärung. In: Thomé-Kozmiensky, K.J. (Hrsg.): Biologische Abfallbehandlung – Enzyklopädie der Kreislaufwirtschaft. Berlin : EF-Verlag für Energie- und Umwelttechnik, 1995, S. 359–372.
Share this:
Tags:

About gleysson

gleysson

Sou especialista em transformar problemas ambientais em negócios sustentáveis. Formado em Dip. Ing. Verfahrenstechnik (Eng. Química) pela Universidade de Ciências Aplicadas de Frankfurt/M na Alemanha com especialização e experiência em Tecnologias para geração de Energia e Engenharia Ambiental. Larga experiência em Resíduos Sólidos com foco em Biodigestores Anaeróbios

  • LinkedIn
  • Email