Janeiro 9, 2018
||||| 0 |||||
386

Compostagem Biodigestor de Resíduos Urbanos de Erkheim

Vista aérea do Projeto de Compostagem Biodigestor de Resíduos Urbanos de Erkheim, KSK Kompostierungs-Service Käßmeyer GmbH (Foto: Google Maps)

Como funciona o tratamento de resíduos orgânicos urbanos? É melhor compostagem ou biodigestão de resíduos orgânicos urbanos? É possível combinar a compostagem e a biodigestão anaeróbia? Veja como o projeto de Compostagem Biodigestor Urbano de Erkheim na Alemanha consegue responder a todas essas perguntas.

Alguns afirmam que o tratamento da fração orgânica dos resíduos urbanos, ou bioresíduos, é bastante complicado de se fazer. Isso acontece muitas vezes por falta de conhecimento ou por interesses próprios.

Os desafios eram enormes. Os resíduos não poderiam mais ser encaminhados aos aterros. A solução apresentada por um profissional à um investidor atento mudou todo o cenário. Foi possível tranquilizar e satisfazer todas as partes envolvidas.

Na região de Erkheim os desafios eram grandes. Pequenas cidades com pouca quantidade de resíduos gerados. Além disso, não havia garantia de que se encontrassem investidores interessados na região.

O projeto de Compostagem Biodigestor Urbano de Erkheim foi a solução perfeita para a região. Enquanto os restos de alimentos são tratados no biodigestor, os galhos de árvores e aparas de gramas vão pra compostagem. O projeto oferece uma alta lucratividade devido ao modelo de negócio escolhido. Os consultores conseguiram construir a equação que garantiu lucros e atraiu investidores para o projeto.

Seja um consultor especializado em PLANO DE NEGÓCIO PARA BIODIGESTORES AUTOMATIZADOS com tecnologia alemã.

Os desafios para a implementação do projeto

Markt Erkheim é uma pequena comunidade com somente 2.986 habitantes localizada no sul do Estado da Bavária. Erkheim pertence à região de schwäbischen Landkreis Unterallgäu e existe desde a reforma municipal em 1 de maio de 1978. A administração pública existe em forma de consórcio público e é formado pelas comunidades de Erkheim, Arbors, Kammlach e Westerheim. No total são somente 8.308 habitantes.

Assim como todas as outras, a região também produz resíduo orgânico doméstico, industrial, comercial e de limpeza urbana. Além disso, os recursos públicos para investimentos não eram suficientes.

A pequena cidade de Markt Erkheim na Alemanha com apenas cerca de 3.000 habitantes conseguiu atrair investidores para o tratamento de resíduos orgânicos e aumentou sua arrecadação com tributos

Os desafios eram comuns portanto. Em muitos casos a viabilidade da usina está ligada diretamente com a quantidade de material a ser processado. Estava claro que com este cenário, não seria tão fácil viabilizar o projeto.

O projeto de Compostagem Biodigestor Urbano de Erkheim

Percebendo a oportunidade, a família Käßmeyer resolveu agir. Em 1987 e com apenas 31 anos Peter Käßmeyer criou a empresa KSK-Kompostierungsservice Käßmeyer GmbH.

O engenheiro agrícola de 31 anos, Peter Käßmeyer, distribuia máquinas de trituração de alta qualidade para resíduos verdes. Ele percebeu que no norte da Alemanha, os estados estavam proibindo a destinação de resíduos verdes para aterros sanitário. Ele sabia que quando a Lei fosse aprovada em sua região, surgiria um grande mercado na região. Seria a grande oportunidade para se tornar um empreendedor independente.

Cara a cara com os investidores. É importante ter domínio de argumentos técnicos e econômicos sobre o projeto apresentado. O consultor é constantemente desafiado a provar a lucratividade e a segurança do empreendimento. (Foto: Gleysson B. Machado)

Em 1987 e com apenas 31 anos Peter Käßmeyer compra sua primeira máquina de trituração e funda a empresa KSK-Kompostierungsservice Käßmeyer GmbH.  

Sempre acompanhado de profissionais do setor, sua intuição acertou em cheio. Em 1988 o Estado da Bavária proibiu definitivamente a destinação de resíduos verdes para qualquer aterro sanitário.

Crescimento da empresa

Em 1998 o projeto é adaptado para suprir uma demanda ainda maior do mercado. Juntamente com Werner Knittel, ele fundou a primeira planta de fermentação de resíduos orgânicos e digestíveis da região de Schwaben. Além disso, foi construído uma usina de compostagem para os resíduos verdes. As duas usinas funcionam em perfeita harmonia.

É fácil negociar quando todas as partes precisam de uma solução que somente você pode mostrar, não é?

Em 2002 foi feito a aquisição de uma fazenda com área total de 150 hectares. O objetivo era poder enriquecer o solo com o fósforo resultando do processo de fermentação do biodiesel. Para isso, uma empresa independente é fundada. Seus empregados vêm da agricultura e são profissionais em seu campo.

Os produtos e serviços oferecidos pela empresa

Em 2015 o projeto já empregava quase 100 pessoas, incluindo sete membros da família. A empresa comercializa diversos tipos de composto orgânico, combustíveis de pellets e briquetes, energia elétrica, biofertilizantes, entre outros. Além disso, presta serviço de tratamento de resíduos orgânico para toda a região.

Um serviço interessante é o tratamento de solo oferecido pela empresa. Agricultores da região pagam para ter seu solo tratado e assim ter uma eficiência de produção.

No vídeo abaixo é possível ver um pouco mais sobre este belo projeto.

O mercado precisa de consultores especializados

A demanda por projetos como este são gigantes em todo o mundo. Isso acontece porque as empresas normalmente se interessam por projetos nas grandes cidades e acabam esquecendo as pequenas. Em países como o Brasil são cerca de 4.932 cidades que se enquadram no perfil deste projeto. Apenas 638 cidades no Brasil possuem população de mais de 50.000 habitantes.

Se há potencial, o que está faltando no mercado?

Assim como em Erkheim, o mercado no mundo inteiro precisa de profissionais especializados que consigam reconhecer o potencial dos negócios. Depois de se dedicar ao projeto, é preciso dimensionar o projeto e construir um modelo de negócio atraente para investidores. Os investidores irão aparecer quando houver qualidade nos planos de negócio.

Saiba mais em PLANO DE NEGÓCIO PARA BIODIGESTORES AUTOMATIZADOS

Fontes:

Share this:

About gleysson

gleysson

Sou especialista em transformar problemas ambientais em negócios sustentáveis. Formado em Dip. Ing. Verfahrenstechnik (Eng. Química) pela Universidade de Ciências Aplicadas de Frankfurt/M na Alemanha com especialização e experiência em Tecnologias para geração de Energia e Engenharia Ambiental. Larga experiência em Resíduos Sólidos com foco em Biodigestores Anaeróbios

  • LinkedIn
  • Email