fbpx
março 4, 2018
0
||||| 2 |||||
853

Gestão da água na Suinocultura

Portal do Biogás www.portaldobiogas.com.br

Fonte: Followthecolours

Quais são os usos de água na suinocultura? Como calcular o volume de água necessário para uma granja? Qual a demanda de água por sistema de produção de suínos? Como o manejo e características das instalações podem favorecer a gestão da água? Entenda como é possível promover a sustentabilidade.

A água pode ser considerada como um dos elementos mais importantes para a produção de suínos. Sem ela, em quantidade e qualidade adequada, não há como produzir bem. Já está provado que não se pode pensar em produção sustentável sem uma boa gestão da água na produção animal.

É de grande importância o conhecimento do volume gasto de água na produção de suínos. Isso permite avaliar se o consumo de água da propriedade está dentro de padrões normais estabelecidos (CARDOSO, 2014).

Participe do melhor treinamento empresarial gratuito oferecido pelo Virapuru Training Center Lixo é Dinheiro

Treinamento Empresarial - Lixo é Dinheiro - 100% online e Gratuito

Para aqueles empreendedores que fazem o uso de biodigestores, algumas medidas são ótimas aliadas para economizar esse recurso. Como exemplo, a utilização de um piso semivazado que já permite a diluição do dejeto é apenas uma das estratégias.

Você já ouviu falar sobre biodigestores anaeróbios? Ele também contribui com a Sustentabilidade na Suinocultura. Além disso permite incorporar renda ao empreendedor!

Saiba mais sobre Biodigestor Anaeróbio e conheça a vasta oportunidade de aproveitamento que tem esse produto.

Quais são os usos da água na suinocultura?

Os usos mais comuns da água na propriedade são dessedentação animal, mecanismo de resfriamento evaporativo e programa de limpeza e desinfecção das granjas (PLD). Esses usos podem sofrer a influência de diversos fatores, entre eles:

  • Idade dos animais;
  • Estado sanitário;
  • Fase fisiológica de produção;
  • Peso-vivo do suíno;
  • Condições ambientais no interior e exterior das instalações;
  • Práticas de higiene e limpeza;
  • Equipamentos utilizados na granja.

Como calcular o volume de água necessário para uma granja?

Antes da implantação da granja, é necessário realizar uma avaliação da disponibilidade de água em todas as épocas do ano. Para essa análise deve ser considerada o tamanho do plantel de suínos a ser implantado e realizada por profissional habilitado. A figura abaixo apresenta um resumo com os aspectos importantes.

Portal do Biogás www.portaldobiogas.com

Qual a demanda de água por sistema de produção de suíno?

Existe uma variação grande no consumo de água entre granjas de suínos em função do manejo adotado e dos equipamentos. O excesso de água aumenta a produção de dejetos e o custo com o seu tratamento (CARDOSO, 2014).
A tabela abaixo apresenta o volume de água consumido diariamente por sistema de produção de suínos.

Portal do Biogás www.portaldobiogas.com

Como o manejo e características das instalações podem favorecer a gestão da água?

O uso de instalações que permitem maior controle térmico auxilia na manutenção do consumo de água por parte do animal. Animais submetidos ao estresse calórico tendem a consumir mais água e com isso aumentam o volume de dejetos. Com o aumento da temperatura ambiente estes animais podem dobrar o consumo de água (MELO, 2005).

A utilização correta de equipamentos, instalações adequadas, conhecimento das necessidades hídricas para cada categoria do suíno faz toda a diferença. Essas atitudes favorecem o uso racional da água. Com isso, diminui o seu desperdício, faz a sua utilização na dosagem correta e por fim traz economia.

Limpeza das instalações

Toda a lavagem que possa ser substituída por limpeza a seco é preferível em termos ambientais. O prévio umedecimento e raspagem das baias e o uso de detergentes, facilitam a limpeza e diminuem o consumo de água.

Sugere-se a substituição das bombas de lavagem de alta vazão e baixa pressão por bombas de alta pressão (1000 a 2000 libras) e baixa vazão. Outra opção é a lavagem com água aquecida com a energia térmica gerada pela queima do biogás.

Tipo de Piso

Para cada fase fisiológica de produção apresenta características distintas. Na Maternidade, o mais comum é o piso semi-vazado. O mesmo ocorre na Gestação e Creche. A situação é diferente na fase de Crescimento-Terminação, onde o piso compacto é o mais comum. Só que este tipo de piso é o que exige mais mão de obra (para higienização e limpeza) e consumo de água (principalmente devido à formação do cascão).

Na tabela abaixo apresenta de forma detalhada as considerações para cada fase fisiológica do suíno.

Portal do Biogás www.portaldobiogas.com

 

Bebedouros

A atenção para a correta utilização dos bebedouros é de grande importância. O modelo do equipamento, a regulagem adequada à idade do animal e a manutenção constante são decisivos em dois aspectos. Por um lado, garantem que o suíno beba água na quantidade correta. Por outro, evitam o desperdício de água, reduzindo custos com o armazenamento, tratamento e distribuição de dejetos.

Os tipos de bebedouros podem variar a partir das seguintes características:

  • Modelo;
  • Tamanho;
  • Tipo de material;
  • Pressão;
  • Volume de água disponibilizado.

O equipamento deve ser regulado corretamente para que uma parte da água não seja jogada fora. É importante ressaltar que outros pontos do sistema hidráulico também precisam ser observados constantemente para se evitar o desperdício de água.

Não ignore, por exemplo, a conservação das tubulações e conexões, a regulagem das boias de nivelamento e a vedação dos reservatórios de água.

Vazão mínima no bebedouro

O equipamento mais importante para fornecer água na vazão adequada, aos suínos é o bebedouro. O produtor tem a sua disposição uma grande diversidade deste tipo de equipamento. Assim, é possível encontrar o bebedouro certo de acordo com a fase fisiológica de produção e características do sistema hidráulico instalado na granja.

Na tabela abaixo estão apresentados dados da vazão mínima de água recomendada para os bebedouros em função da categoria do suíno.

Portal do biogás www.portaldobiogas.com

Produção de Dejetos

A água tem relação direta com a quantidade de dejetos gerada durante a produção de suínos. O manejo diário da granja com constante limpeza resulta na geração de elevados volumes de dejetos.

Você sabia que já existem soluções para se destinar de forma sustentável e com lucros esse volume de dejetos produzidos? Com biodigestores anaeróbios isso é possível.

Surge então o desafio para o produtor, já que o bom manejo do dejeto deve contemplar as seguintes fases: produção, coleta, armazenamento, tratamento, distribuição e utilização. Caso o produtor não manejar de forma correta todas essas fases, surgem dois perigos.

O primeiro é ambiental, já que o dejeto possui elevado impacto poluente. E o segundo é financeiro. Certamente o produtor perderá dinheiro se descuidar do manejo dos dejetos.

Saiba mais sobre essa solução tecnológica em Biodigestor Anaeróbio

 

Referências:

Brasil. Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. Suinocultura de baixa emissão de carbono: tecnologias de produção mais limpa e aproveitamento econômico dos resíduos da produção de suínos. Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. Secretaria de Mobilidade Social, do Produtor Rural e do Cooperativismo. – Brasília : MAPA, 2016.

Souza, J. C. P. V. B. et al. Gestão da água na suinocultura. Concórdia: Embrapa Suínos e Aves, 2016.

Share this:

About Cecília Matos Queiroz

Cecília Matos Queiroz

Possui graduação em Engenharia Agrícola e Ambiental pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Formada em Engenharia Civil pela Faculdade Integrada Pitágoras (FIPMOC). Apresenta experiência e pesquisas com foco em Biodigestores Anaeróbios.

  • Email

Add Comment