fbpx
janeiro 15, 2018
0
||||| 0 |||||
1611

O biodigestor da fazenda de criação de gado de leite em Friedrichshof Gründau

Criação Sustentável de gado leiteiro

Como ter uma fazenda para criação de gado de leite sustentável? É viável ter criação de gado leiteiro em pequenas propriedades? É possível ter criação de vacas leiteiras confinadas? gado de leite da lucro? Como ganhar dinheiro com leite de forma sustentável? Vamos conhecer como o biodigestor da fazenda de criação de gado de leite em Friedrichshof Gründau garante lucratividade ao projeto.

A criação de gado leiteiro é uma atividade que requer muito conhecimento e experiência. A alimentação do gado leiteiro precisa ser regulamentada e acompanhada por especialistas. a subnutrição da vaca gestante é a principal causa do nascimento de bezerros fracos e pequenos.

O biodigestor da fazenda de criação de gado de leite em Friedrichshof Gründau não só garante lucratividade ao projeto. Ele também mostra uma tendência do agronegócio de países desenvolvidos. Neste artigo, vamos mostrar os segredos que fazem deste projeto, um exemplo de lucratividade e sustentabilidade no agronegócio na Alemanha.

A solução demonstrada por consultores especializados foi o segredo para montar um empreendimento de agronegócio lucrativo mesmo na Alemanha. Ao contrário do que se pensa, projetos como este são acessíveis até mesmo à pequenos investidores. Você não precisa ter o dinheiro do investimento total, você só precisa criar os parâmetros do negócio. Veja COMO DESENVOLVER UM PROJETO DE BIODIGESTOR ANAERÓBIO

São 59 páginas bastante ilustradas e com links para alguns vídeos exclusivos. O conteúdo do eBook abrange A biodigestão anaeróbia, Fatores que influem na produção de biogás, As fases da biodigestão anaeróbia com informações detalhadas sobre a Hidrólise, Acidogênese, Acetogênese, Metanogênese e Sulfatogênese

A fazenda de criação de gado de leite em Friedrichshof Gründau

Em 1988, a família Schneider decidiu investir e viver em uma fazenda. A idéia principal era fazer um investimento para produção de leite de forma totalmente sustentável. A sustentabilidade contudo, foi sendo construída gradativamente. A contratação de consultores especializados fez a diferença para seguir um caminho seguro no negócio.

Um estábulo foi construído para 80 vacas e o antigo estábulo na aldeia foi usado para o gado jovem. Uma nova expansão ocorreu em 1991. Até o ano de 2001, quase 180 vacas foram mantidas nos prédios com gado jovem.

O biodigestor da fazenda de criação de gado de leite em Friedrichshof Gründau garantiu lucratividade no projeto mesmo na Alemanha. (Foto: Friedrichshof Gründau)

Como dimensionar biodigestores? O segredo está aqui. Com esta tabela de rendimento dos substratos mais comuns para biodigestores, seu trabalho fica muito mais fácil

A cada ano eram feitas novas construções em algum lugar da fazenda. Assim, várias instalações de silo, uma loja de grãos, celeiros de bezerros e o quintal foram anexados ao local gradualmente.

Em 2001, o novo edifício do estábulo com 375 assentos e um carrossel de ordenamento de 28 lugares seguiu. Nos anos seguintes, uma área de tratamento e uma área de espera para as vacas também foram construídas.

No Friedrichshof, atualmente cultivamos cerca de 625 ha de terras agrícolas, dos quais 180 ha são gramados permanentes e 445 ha são terras agrícolas. As áreas estão localizadas nos distritos Niedergründau, Rothenbergen, Lieblos, Mittelgründau, Langenselbold e Hasselroth.

Na produção de culturas, trabalhamos com vários consultores e organizações para aplicar os conhecimentos mais recentes nessas áreas. Nós tentamos usar o mínimo de pesticidas e fertilizantes possível, mas ainda fornecemos às plantas condições de crescimento ótimas. Fertilizantes e pesticidas estão ligados ao preço do petróleo e representam um fator de custo significativo para nós.

Não precisamos dizer que a melhoria da eficiência no uso da matéria prima aumenta a lucratividade do projeto. Todo empreendedor consegue perceber isso facilmente

Para alimentação do nosso gado nós cultivamos beterraba, milho, trigo e pastagem.

O biodigestor da fazenda de criação de gado de leite em Friedrichshof Gründau

Os desafios para manter o projeto eram gigantes, ainda mais em um país que paga salários e impostos alto. Qualquer projeto na Alemanha exige que o empresário aproveite economicamente tudo o que puder.

Além disso, a legislação alemã para liberação do licenciamento ambiental é bastante severa e fiscalização periódica. Era necessário fazer um projeto que conseguisse gerar lucros diante de um cenário desafiador.

Um consultoria especializada foi contratada para resolver a questão. O caminho encontrado passa pelo aproveitamento dos resíduos para a geração de energia através de um biodigestor. Depois do estudo do mercado, dos interesses regionais, do dimensionamento do projeto e da análise econômica, era hora de começar.

O primeiro projeto entrou em operação em 2010 com uma potência elétrica de 250 kW.

A composição do substrato

Mais de 75% das plantas de biogás no Friedrichshof são operadas com esterco líquido e esterco sólido do setor de gado leiteiro. Outros substratos utilizados são milho de silagem, beterraba açucarada.

A automação do fermentador

O estrume é bombeado do estábulo diretamente para os tanques de armazenamento de dejetos. Os sólidos são transportados até o tanque de alimentação do fermentador.  

Alimentação do Biodigestor de criação de gado de leite de Friedrichshof Gründau (Foto: Friedrichshof Gründau)

Dentro do fermentador existem vários agitadores que misturam material recém-alimentado com o que estava no fermentador. As paredes internas do fermentador possuem aquecedores para manter o substrato em uma temperatura de 41 ° C. Esta é a temperatura ideal para as bactérias que decompõem o substrato. Essas bactérias digerem as várias substâncias, como celulose, etc., onde o gás é metano.

As vacas leiteiras só recebem alimentos de alta qualidade. Por isso a silagem de capim de qualidade inferior também vai para o biodigestor.

Energia térmica e Elétrica do Biodigestor

A primeira usina de biogás no Friedrichshof foi construída em 2010. O sistema possui potência elétrica de 250 kW e mais 250 kW de potência térmica.

Tente resistir à um projeto totalmente sustentável e lucrativo dimensionado exatamente para a sua necessidade …

Visando melhor aproveitar o substrato, uma segunda planta foi construída em 2011. Foi possível aumentar a potência com melhor uso da retenção hidráulica dos dejetos bovinos. A potência atual é portanto 600 kW elétrica e 600 kW térmica.

Motor de Cogeração de energia no biodigestor de Friedrichshof Gründau (Foto: Friedrichshof Gründau)

Uma casa na Alemanha consome uma média de 3.500 kWh de eletricidade por ano. O projeto fornece energia elétrica para cerca de 2.000 casas. A energia térmica de nossa planta pode ser usada para secagem no inverno e no verão. Portanto, não é mais necessário no verão soprar ar quente no céu.

Composição do biogás  

O teor de metano do gás resultante é de cerca de 51% com cerca de 45% de CO2 e 1% de oxigênio. O restante é composto por diferentes gases.

Produção e secagem de biofertilizantes

O resultado do final do processo de fermentação é um biofertilizante de alta qualidade que é utilizado na própria fazenda. Assim, não somos completamente dependentes de fertilizantes minerais. Este biofertilizante é quase sem odor.

O biofertilizante, ao contrário do estrume, tem uma concentração de nutrientes bem melhor para plantas e solo.

Em 2013 foi adicionado ao projeto um sistema de secagem de biofertilizante. Isso fez com que o calor residual fosse aproveitado durante todo o ano. Além disso, o biofertilizante se tornou mais fácil de ser transportado.

Através de um depurador de ar é possível recuperar o nitrogênio liberado durante a secagem do biofertilizante. Isso nos permite usar eficientemente quase 100% do fertilizante produzido e conseguir se adequar a idéia da economia circular.

O que este projeto nos ensina? Nossa opinião

Os desafios do agronegócio estão no mundo inteiro. Cada país possui a sua particularidade. Entre os principais desafios citamos com tranquilidade o tratamento de resíduos e custos com energia térmica e elétrica. Muitas vezes é mais vantajoso produzir o próprio alimento animal e aí aparecem os custos com fertilizantes. Ou seja, no geral em qualquer parte do mundo os empresários deste setor têm no mínimo os mesmos desafios.

Apesar de o agronegócio não ser uma atividade econômica impactante na economia da Alemanha, existe demanda por profissionais qualificados. Nos países com potencial de agronegócio essa demanda é ainda maior. Por incrível que pareça, é onde tem menor concentração de mão de obra qualificada.

Gleysson B. Machado – Especialista em Negócios Sustentáveis

Aliado a isso, em tempos de crise, o mercado precisa de soluções inovadoras. Aqui vale, quem estiver qualificado e prestar um bom serviço sai na frente. O conhecimento é o melhor caminho para aproveitar este mercado que necessita urgentemente de consultores realmente qualificados.

Seja um consultor especializado em PLANO DE NEGÓCIO PARA BIODIGESTORES AUTOMATIZADOS e garanta seu lugar neste mercado.

Estou me perguntando se você  gostaria de ver o projeto de biodigestor abaixo em vídeo agora mesmo ou não.

Share this:
Tags:

About gleysson

gleysson

Sou especialista em transformar problemas ambientais em negócios sustentáveis. Formado em Dip. Ing. Verfahrenstechnik (Eng. Química) pela Universidade de Ciências Aplicadas de Frankfurt/M na Alemanha com especialização e experiência em Tecnologias para geração de Energia e Engenharia Ambiental. Larga experiência em Resíduos Sólidos com foco em Biodigestores Anaeróbios

  • LinkedIn
  • Email

Add Comment