fbpx
julho 4, 2013
0
||||| 0 |||||
1067

Substrato

Portal do Biogás www.portaldobiogas.com

Bioenergiepark Güstrow – O maior biodigestor do mundoQuais são os melhores substratos? Quanto biogás a matéria orgânica ou substrato pode gerar? Posso misturar substratos? O que devo levar em consideração na escolha dos substratos? Posso utilizar resíduos orgânicos como substrato?Você irá descobrir os substratos que podem ser utilizados conforme a sua necessidade.

O Substrato é matéria orgânica, também chamada de biomassa, utilizada em biodigestores para produção de biogás através da decomposição anaeróbia. O grande desafio do projeto é garantir matéria prima para ser processada.

Utilizar da matéria orgânica que seria descartada e com ganhos com produção de energia elétrica e/ou térmica e biofertilizante, sem dúvida é um excelente investimento.

A produção de biogás através de biodigestores tem maior espaço utilizando substratos que possuem uma grande quantidade de água em sua composição. Em vista disso eles deixam de ser utilizados em centrais de tratamento térmico. Todavia ainda não existem estudos definitivos comprovando a melhor viabilidade econômica de um substrato utilizando uma ou outra tecnologia.

Conheça mais sobre  O maior biodigestor do mundo e veja o aproveitamento econômico que tem.

São 59 páginas bastante ilustradas e com links para alguns vídeos exclusivos. O conteúdo do eBook abrange A biodigestão anaeróbia, Fatores que influem na produção de biogás, As fases da biodigestão anaeróbia com informações detalhadas sobre a Hidrólise, Acidogênese, Acetogênese, Metanogênese e Sulfatogênese

Quais são os melhores substratos?

Os tipos de substratos mais utilizados em um país depende muito da política existente. Por exemplo, na Alemanha devido ao incentivo a produção de energia para suprir a demanda criada com o desligamento de centrais nucleares, o governo subvencionou a energia elétrica proveniente de centrais de energia renovável, com grande destaque para os biodigestores. Dessa forma, quem produzia energia elétrica através de biodigestores podia vender sua energia a um preço que compensava todo o investimento. Podia contar também com contratos de 20 ou até mesmo 30 anos de fornecimento de energia A medida que as metas vão sendo alcançadas, esse incentivo financeiro vai deixando de existir.

O Brasil é um país com uma produção agropecuária gigantesca. Existe um enorme potencial para biodigestores que utilizam como substrato, resíduos sólidos orgânicos de diferentes setores.

Quanto biogás a matéria orgânica ou substrato pode gerar?

A quantidade máxima de produção de biogás de um substrato é determinada em primeira linha por sua composição química. Exemplo disso são as quantidades de carboidratos, proteínas e gordura. A quantidade máxima de produção de biogás a ser obtida de um substrato leva em consideração a composição desse substrato. Desta forma, definimos como Potencial Químico de Geração de Biogás. 

Como dimensionar biodigestores? O segredo está aqui. Com esta tabela de rendimento dos substratos mais comuns para biodigestores, seu trabalho fica muito mais fácil

Conhecendo então a equação química correspondente da biodigestão, podemos calcular exatamente a quantidade de biogás que será gerado.

A partir de então, a tecnologia utilizada vai determinar a quantidade máxima que será obtida de fato na prática. O Fator de Conversão de uma determinada tecnologia é então definido como sendo a relação entre a quantidade de biogás gerado por essa tecnologia e o Potencial Químico de geração de biogás que pode ser obtido de um determinado substrato.

No vídeo abaixo é possível ver o preparo da silagem de milho que ser como substrato em um biodigestor na Alemanha

Exemplo de projetos reais

O tamanho do biodigestor, ou seja, dos fermentadores e tanque de coleta e armazenagem de biofertilizantes vai depender do tipo de substrato e potencial de geração de biogás.

Veja dois exemplos e compare os tamanhos dos projetos do Maior biodigestor do mundo e o Biodigestor da cooperativa de Göttingen.

Share this:
Tags:

About gleysson

gleysson

Sou especialista em transformar problemas ambientais em negócios sustentáveis. Formado em Dip. Ing. Verfahrenstechnik (Eng. Química) pela Universidade de Ciências Aplicadas de Frankfurt/M na Alemanha com especialização e experiência em Tecnologias para geração de Energia e Engenharia Ambiental. Larga experiência em Resíduos Sólidos com foco em Biodigestores Anaeróbios

  • LinkedIn
  • Email

Add Comment